«Ela não morreu»: as canções e a Comuna de Paris

Uma pequena viagem pelas canções da Comuna de Paris, para ler e para ouvir, permite compreender aspetos diferentes dos acontecimentos, entender a ressonância e a originalidade histórica da Comuna, a sua coragem e a sua atualidade. Por Pedro Rodrigues.

Qué nos enseña Francia sobre la canción protesta y la libertad de expresión

La guerra, la monarquía, la Resistencia, la marginación, los políticos… Las canciones cuentan lo que pasa en la sociedad, y Francia es un ejemplo enorme de canciones comprometidas, subversivas y ofensivas.  

Opinion: It’s time for political music, por Jean Holman

Last year was filled with political protests, COVID-19 shutdowns and social isolation. Among some of the chaos, people found ways to publicly shine light on and express their beliefs. Many musicians wrote songs about events of last year. Expressing political opinions through songwriting is an effective way to educate and connect with an audience on

Sound of political music

Poll jingles not only soothe the voters’ nerves but also cut through the silence of totalitarianism

Afghanistan: When a song is not just a song

A move to prohibit girls singing was met with a big backlashon social media – a sign of the times, old and new.  

When songs speak louder than speeches

Political parties are wooing the people of Tamil Nadu with campaign songs that promise hope, idealism and good governance  

The United States vs. ‘FDT’ The first time Donald Trump was impeached wasn’t in Congress. It was in a song by YG and Nipsey Hussle.

The excerpt below is from The Marathon Don’t Stop: The Life and Times of Nipsey Hussle, by Rob Kenner, which was released March 23.  

Meet Arivu and Dhee, the duo behind the viral protest song Enjoy Enjaami

He’s a rapper from Tamil Nadu. She’s a Sri Lankan-Australian playback singer. Their song, with its unstoppable beat and luscious video, is just over a week old and already has nearly 41 million views on YouTube.  

‘Woke’ culture is threat to protest songs, says Don Letts

Fear of ‘cultural appropriation’ stops some from creating rebellious music, says the Clash videographer  

‘The world needs more places like this’: Family pens protest song to save Angus eco-campsite Greenhillock Glamping from powerline

A musical family has penned a protest song to save Angus eco-campsite Greenhillock Glamping from a proposed powerline.  

Capturing the Climate Crisis—in Song

On her new album, indie-pop artist Tamara Lindeman explores the complicated ways that climate change is changing . . . us.  

A Grândola não é uma canção de egoístas em noite de copos, por Daniel Oliveira

Daniel Oliveira critica o comportamento das pessoas que, "em direto para as redes sociais, confraternizaram num restaurante do Bairro da Bica, em Lisboa, na última quinta-feira", entoando a canção de Zeca Afonso "Grândola Vila Morena", a maioria "sem máscara e sem distanciamento social".

Dino D’Santiago faz-se acompanhar por Sam The Kid, Julinho KSD, NGA ou Chullage no Festival P

Em directo para a Internet, Dino D’Santiago vai intervir musicalmente no Festival P este sábado, dia 6 de Março, pelas 22 horas, e leva consigo um elenco luxuoso de convidados.

Alex Vendrell. «As leis estão feitas à medida dos opressores»

O músico catalão, fundador da banda Inadaptats, fala ao AbrilAbril da situação no Estado espanhol depois da prisão do rapper Pablo Hasél.

“Patria y Vida”: canção de protesto inflama conflito cultural em Cuba

Uma canção de protesto de rappers cubanos que se tornou viral nas redes sociais desencadeou uma resposta oficial indignada em Havana e polarizou o conflito cultural sobre a situação em Cuba.

40 anos depois, Peter Gabriel regrava canção de protesto. “O racismo que o Apartheid representava não desapareceu”

'Biko', canção anti-apartheid editada por Peter Gabriel em 1980, tem uma nova versão e com 25 convidados de luxo

A música ainda é uma arma contra a repressão em Myanmar

Uma orquestra que toca uma canção revolucionária, hinos que clamam por revolta e dançarinos ao ritmo de êxitos de Michael Jackson. Em Myanmar, os jovens que protestam contra o golpe de Estado usam a música como arma contra a junta militar.

La historia de “This Land Is Your Land”, la canción que interpretó J.Lo en la asunción de Joe Biden

La cantante Jennifer López, que fue invitada a cantar en la ceremonia de investidura de Joe Biden como presidente de Estados Unidos, eligió interpretar This Land Is Your Land, lanzada en 1944 por Woodrow Wilson Guthrie, cantante y compositor de folk estadounidense que se caracterizó por incluir en sus canciones la difícil situación que atravesaban las

«Poèmes et chants de la résistance II», 50 ans plus tard

La crise sanitaire, de par son ampleur, de même que les élections américaines, dans un contexte totalement inédit, relèguent au second plan bon nombre d’événements qui, autrement, auraient pu davantage teinter l’actualité. En d’autres temps, la commémoration de la crise d’octobre 1970 au Québec aurait pu susciter un plus grand intérêt. Cinquante ans plus tard,

Hadjer Ben Boubakeur. Chercheuse en musicologie : «C’était risqué pour le régime algérien de contrecarrer la musique hirakiste»

Diplômée en histoire et en sciences politiques de la Sorbonne, Hadjer Ben Boubakeur a analysé la trame musicale qui a accompagné les manifestations du hirak algérien et les autres révolutions du monde arabe. Dans cet entretien, elle explique pour El Watan comment le hirak a ressuscité des musiques anciennes et populaires et remis au goût du jour

Wax Tailor, plus politique que jamais

L’artisan des samples Wax Tailor porte un regard sombre sur notre société. Rencontre avec un musicien "optimiste lucide", concerné et indigné, qui a multiplié les collaborations sur son nouvel opus, The Shadow of their Suns.

«Note per salvare il pianeta», il libro che racconta la musica per l’ambiente

Le lotte per la Terra hanno una colonna sonora? La risposta è sì. Il mondo della musica ha avuto e tuttora ha un ruolo fondamentale nelle proteste ambientaliste, nella maniera in cui la musica si fa portavoce dei cambiamenti sociali in generale. Ed è questo ciò che affronta il libro di Matteo Ceschi, Note per salvare il

África e Portugal juntam-se no Encontro da Canção de Protesto dedicado a José Mário Branco

Chullage e LBC Soldjah são dois dos nomes do Rap e Hip-Hop com raízes em Cabo Verde que, ao lado da portuense Capicua, representam uma nova geração da música de intervenção em Portugal. O Encontro da Canção de Protesto, este ano dedicado a José Mário Branco e à temática do exílio, juntou em Grândola duas gerações de artistas que usam

Sleaford Mods Em Missão De Protesto Com Novo Álbum “Spare Ribs”

“Spare Ribs”, sexto álbum de estúdio dos Sleaford Mods, é um disco de 13 faixas sob a forma de crítica social, que forma o próprio ethos da banda. Fartos do domínio dos Tory, da política monetária, da liderança inepta, do capitalismo e de se sentirem dispensáveis, Jason Williamson e Andrew Fearn decidiram passar todas as

María Elena Walsh: una poética lúcida y precursora que sigue resonando a diez años de su muerte

A diez años de su muerte la obra de la escritora, guionista y cancionista persiste y se revitaliza a partir de charlas, podcast, obras teatrales y nuevas ediciones de sus textos.

“Handcuffed” y más música de protesta racial de Israel, por Yossi Khebzou

“Quieren que me rinda, esposado. Diez mil ojos me siguen. Solo ven mi color, me empujan hacia los márgenes”, reclama el rapero Teddy Neguse en Handcuffed, una de las muchas canciones de hip-hop que suenan en la radio israelí. Desde las protestas por el asesinato del judío etíope Solomon Teka a manos de la policía en 2017, canciones como Handcuffed, que protestan

Voz de Frida Kahlo y época de oro del cine mexicano, en riesgo por recorte a la Fonoteca

Desde la voz de Frida Kahlo, hasta la Época de oro del cine mexicano, están a la deriva por el recorte del presupuesto a la Fonoteca Nacional

Manu Chao canta contra la “especulación” en As Percebeiras

Manu Chao canta contra la "especulación" en As Percebeiras

¿Dónde se escucha la canción protesta del siglo XXI? -Jose Durán Rodríguez

Ya no se escriben con chaqueta de pana y guitarra al hombro, pero en 2020 sigue habiendo canciones que protestan contra el orden establecido desde una voz personal. Y menos mal. En el presente siglo, los cambios tecnológicos y en el modo de consumir música han transformado el canon establecido sobre lo que debía ser

Unas 200 personas protestan contra la visita de Le Pen a Lisboa

Lisboa, 10 ene (EFE).- Unas 200 personas se concentraron hoy en Lisboa en una protesta organizada por movimientos antifascistas contra la visita de la líder de la extrema derecha francesa, Marine Le Pen, que estuvo en Portugal para apoyar al candidato ultraderechista a las presidenciales lusas, André Ventura. Los manifestantes, concentrados en la plaza de

Vivir Quintana, la canción de protesta que dio la vuelta al mundo

“Canción sin miedo”, de Vivir Quintana, se ha convertido en himno de las protestas feministas. en un país donde son asesinadas 11 mujeres cada día, la creatividad se abre paso para sumar al activismo.  

Modi era has birthed its own Azadi songs — ‘Bella Ciao, Wapas Jao’ to ‘Kaagaz Nahi Dikhayenge’

The years 2020 and 2021 have been bookended with two protest songs — Poojan Sahil’s “Bella Ciao, Farm Laws Wapas Jao” at the farmers’ protests in Tikri and Singhu, and Varun Grover’s “Kaagaz Nahi Dikhayenge” at the Shaheen Bagh anti-CAA-NRC sit-in. These anthems are acting as powerful unwritten literature of anti-Narendra Modi government protests just

This was a great year for protest music, by Carl Wilson

In Slate’s annual Music Club, Slate music critic Carl Wilson emails with fellow critics—this year, Rolling Stone staff writer Brittany Spanos, New York Times contributor Lindsay Zoladz, and four special guests—about the year in music.

‘Sisters’ from Faridkot lend voice to protest

Two sisters from Faridkot are making waves in the virtual space after releasing songs dedicated to the farmers protest against the three contentious laws — ‘Sun Dillie’ and ‘Sun Payal Ni Sun Kangana’.

Music, politics collide in J-term class, by Christopher Ross

MIDDLEBURY COLLEGE ASSOCIATE Professor of Political Science Kemi Fuentes-George will teach a course called “Protest Music in Comparative Perspective” for the upcoming J-Term. The course will look at how music is used to interpret, explain and respond to political, racial and other inequities around the world. 

‘Liberty Song’ lyrics are perfect for these times, by RYAN CANGIOLOSI

How will we explain to our children or grandchildren the horrific events that occurred at the U.S. Capitol on Jan. 6th? That’s a question we should all be asking ourselves after our nation’s Capitol building was overtaken by a lawless mob.

John Fogerty sings about Black Lives Matter on political new song ‘Weeping in the Promised Land’

John Fogerty is back with a socially charged new song.

«Joan Baez, une femme d’influence», par Edgard Garcia

La belle soprane, à la voix pure et expressive, a révolutionné le folk dans une Amérique empêtrée dans le maccartysme et la guerre au Vietnam. Son timbre cristallin a vibré pour les grandes causes du XXe siècle.

‘Fairytale of New York’: la canción de Navidad de los perdedores es la última víctima de la inquisición cultural

La BBC ha anunciado su intención de censurar dos palabras del gran éxito de The Pogues Fairytale in New York, su villancico protagonizado por una pareja de inmigrantes irlandeses en la Gran Manzana que han visto cómo el sueño americano no era para ellos. La versión edulcorada de la radio pública británica silenciará la palabra slut (puta) y

El pop del Reino Unido, el gran perdedor en los acuerdos del ‘Brexit’

Dua Lipa y Tim Burgess encabezan las más de 200.000 firmas pidiendo la libertad de movimientos para actuar en Europa, una demanda olvidada por Londres y Bruselas.

A afirmação e as cisões do neo-realismo em quatro revistas

Do nunca distribuído número único dos Cadernos da Juventude (espécie de Portugal Futurista do neo-realismo), ou da efémera Altitude, até à Sol Nascente e à mais heterodoxa Ler, o portal Revistas de Ideias e Cultura acaba de colocar on-line algumas das publicações que lançaram e enquadraram o movimento em Portugal.

Com tom político, System Of A Down anuncia retorno na música após 15 anos de pausa

Retorno da banda foi motivado pelos ataques do Azerbaijão à Armênia

INDÚSTRIAS DA MÚSICA E ARQUIVOS SONOROS EM PORTUGAL NO SÉCULO XX: práticas, contextos, patrimónios

Indústrias da Música e Arquivos Sonoros em Portugal no Século XX:práticas, contextos, patrimónios Coordenação Cientifica Manuel Deniz Silva e Maria do Rosário Pestana

‘Uncivil War’ by Shemekia Copeland Review: Bold and Timely Blues

The singer’s album joins unyielding calls for justice with hope for reconciliation.

Alfredo Fressia, poeta del exilio

Se fue a Brasil, pero es más uruguayo que nunca. Alfredo Fressia vuelve con un nuevo poemario, Sobre roca resbaladiza.  

Jorge Galemire, fundador del sonido y la razón

Está en librerías una biografía de Jorge Galemire, escrita por el músico y amigo Eduardo Rivero, que también es una historia de la música popular uruguaya.  

En tributo a las víctimas de violencia

El primer concierto virtual de Las Cejas de Frida  

Miguel Hernández, el poeta de la libertad que murió en prisión

Miguel Hernández escribió, por ejemplo, los poemas "Para la libertad" y "Menos tu vientre", entre otros que Joan Manuel Serrat popularizó como canciones

Aleks Syntek con conciencia ecológica

El cantautor muestra su preocupación por el medio ambiente en su tema La extinción de las especies. Además, rechaza el abuso de las redes sociales.  

Homenaje al antropólogo Daniel Vidart en el centenario de su nacimiento

El Ministerio de Educación y Cultura, a través de la Biblioteca Nacional de Uruguay, el Archivo General de la Nación y el Centro Nacional de Documentación Musical Lauro Ayestarán, homenajeará al antropólogo, sociólogo y destacado intelectual Daniel Vidart, en el marco del centenario de su nacimiento.  

Homenaxean ao gaiteiro Ricardo Portela, o gran transmisor da tradición, por Montse García

O Consello da Cultura lembra ao músico de Viascón no centenario do seu nacemento  

Música e política na revista Mundo da Canção no período revolucionário português (1974-1976), por Hugo Castro

em Cuadernos de etnomusicología

Regresso à canção de protesto e à memória de José Mário Branco, por Nuno Pacheco

Falar do autor de Margem de Certa Maneira e Ser Solidário e dos exílios políticos será, em Grândola, encarar o futuro do presente que temos.

Encontro da Canção de Protesto de 2020

O Observatório da Canção de Protesto (OCP) é um organismo resultante da parceria entre o Município de Grândola, entidade promotora, a Associação José Afonso, a Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense, e os institutos da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM), Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança

Memória, Música e Resistência – Curso integrado na edição 2020 da Escola de Verão da NOVA FCSH

Memória, Música e Resistência Docentes: Dulce Simões e Iñigo Sánchez (INET-md), João Madeira e Maria Alice Samara (IHC) Datas e Horários: 8 a 17 de Julho | dias úteis — das 16h00 às 19h00; 17 de Julho — das 16h00 às 20h00 Duração: 25h Modalidade: presencial   Objectivos: A relação da música com a resistência política, a clandestinidade e os movimentos sociais representa

João Gil lança canção A marcha da polícia como “um manifesto pela democracia”, por Nuno Pacheco

Começou a escrever a letra durante uma manifestação da polícia em 2019 e agora João Gil lança-a como canção num videoclipe. Que se estreia esta noite no PÚBLICO e na RTP, com um debate na RTP3 a partir das 22h.

Cuando el jazz de Thelonius Monk unió a negros y blancos en un instituto

El próximo 31 de julio se publica «Palo Alto», un disco de 1968 que es casi un preámbulo del movimiento Black Lives Matter

Chullage: «Esta transformação vai trazer uma mudança de pele», por Mário Lopes

Nome fundamental do hip hop português e sociólogo com reconhecido trabalho de intervenção na Margem Sul, Chullage sente que a pandemia tornou óbvio que continuar como antes é impossível. “Vamos viver tempos muito polarizados, mas alguma mudança advirá deles e é a mudança que temos de procurar”.

Onde param os originais de Zeca Afonso?

Canções de José Afonso pela guitarra de Pedro Jóia

Como as melodias levaram Pedro Jóia a trazer José Afonso para a sua guitarra por Nuno Pacheco  

Filhos da Madrugada, crónica por Pedro Barroso

Filhos da madrugada Nascido no Ribatejo acompanhei meu pai nas andanças de professor. Quando tinha os meus 4 anos vim para Lisboa bairro de S Bento, onde ele fora colocado numa Escola. Ali cresci. Comprei a primeira viola e fui ao Zip Zip em 69. Depois foi crescer na raiva e na vida, encontrar companheiros,

Ricardo Carvalho Calero, Língua, Literatura e Política

Carvalho Calero brillou en La Voz de Galicia con artigos de lingua, literatura e política Saber mais: https://carvalho2020.gal/ ; https://www.lavozdegalicia.es/temas/ricardo-carvalho-calero  

Luta Livre são novas canções de intervenção pela mão de Luís Varatojo

O músico que esteve na génese de Peste & Sida e A Naifa verte a leitura diária dos media em música que comenta a realidade de todos os dias, a desigualdade social, as injustiças, a desinformação. Política, Ninguém quer saber e Iniquidade revelam também o crescente interesse de Varatojo pelo jazz.  

Nina Simone interview: ‘it’s a hard business’ – archive, 8 May 1985

8 May 1985 Nina Simone talks to John Fordham about the message behind the blues

Mueren dos músicos turcos de 40 y 28 años tras una huelga de hambre contra la censura

La cultura del martirio en la extrema izquierda turca se ha cobrado las vidas de Ibrahim Gökçek, de la conocida banda de folk Grup Yorum, y de la joven Helin Bölek, de 28 años   Para saber mais: - https://www.esquerda.net/artigo/segundo-musico-morre-na-turquia-em-greve-de-fome-contra-censura/67777; - https://www.theguardian.com/world/2020/may/07/second-member-banned-turkish-folk-group-grup-yorum-dies-hunger-strike--ibrahim-gokcek.

Exposição «Grândola, vila morena»

O Município de Grândola organizou uma exposição que relata a história de um encontro que se fez poema, canção e Liberdade. Esta exposição é constituída por vinte e uma molduras com as dimensões de 50X70 cm e foi concebida a pensar em futuros projetos de itinerância. Assim, tal como a canção que a motivou, que

Aldir Blanc fez versos que poderiam estar em qualquer livro de poesia, por Ruy Castro (Folha de São Paulo)

Conheça composições do artista doce e recluso que morreu por coronavírus nesta segunda  

AGF launches “new space for political sound work and political listening” (The Wire)

Antye Greie Ripatti's new website rec-on.org sets out to gather important works around the concept of political listening. “I want to make the platform very global and incorporate works from everywhere and many people” explains the musician, “there will also [be] work by me and work facilitated by me.” The site is divided in four sections: REC:on (a shortened

Muere de coronavirus Óscar Chávez, ‘el caifán mayor’ de la canción protesta mexicana (El Mundo))

El cantante, de 85 años, fue uno de los grandes difusores de la revolución zapatista.  

Las nuevas luchas de la vieja canción protesta, por David Morán (ABC- Cultura)

Del reguetón a Taylor Swift, música y política renuevan votos y  amplifican su poder de transformación social  

Carta de Fernando Laranjeira quando convidado a participar no Encontro da Canção de Protesto de 2020

Oliveira de Frades, 22 de Janeiro de 2020 Como deve saber participei em múltiplas sessões de canto de intervenção antes e depois do 25 de Abril de 1974, na sequência da gravação de um disco de canções de temática social (Retalhos de Verdade, Discos Roda) e do meu encontro com o José Cid, o Zé

Uma memória de Abril, por Viriato Teles

Eu tinha 16 anos e todos os sonhos do mundo, como é suposto acontecer quando se tem 16 anos. E nessa altura Ílhavo ficava muito longe de Lisboa. Umas 5 ou 6 horas de caminho pelas velhas estradas nacionais, porque as auto-estradas ainda não eram sequer o sonho europeu de um qualquer estadista provinciano. Portanto

Valentim de Carvalho reedita em formato digital dezenas de discos esgotados, por Nuno Pacheco

Do 25 de Abril ao Festival RTP da Canção, a Valentim de Carvalho começou a relançar em formato digital dezenas de discos esgotados do seu catálogo.

Combater as sombras com as armas do som, por Nuno Pacheco

Álbum de estreia dos portugueses el Sur enquanto quinteto, Todas as Sombras junta Neruda, Violeta Parra, Lupicínio Rodrigues e José Saramago numa banda sonora de contestação para os nossos dias e as suas sombras.

25 de Abril em Grândola: A Liberdade, incondicional

Comemorações dos 46 Anos do 25 de Abril em Grândola: - 46 anos, 46 canções: em 46 canções, a voz, as palavras e os ideais de muitos daqueles que, durante a ditadura e entre o 25 de Abril de 1974 e o 25 de Novembro de 1975, ajudaram a construir um Portugal melhor; - 46

Uma nova canção de Bob Dylan

I countain multitudes é o título da nova canção, mais curta do que Murder most soul, mas de novo cheia de alusões culturais. Estará a caminho um novo álbum?  

Roger Waters em homenagem a John Prine

Roger Waters tocou a música "Paradise", de John Prine, músico que morreu aos 73 anos, vítima de Covid-19. A lenda dos Pink Floyd não conteve a emoção ao interpretar o tema de um dos seus ídolos.

Luis Sepúlveda

O escritor chileno, autor de «O velho que lia romances de amor» e de «História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar», bem como de muitos outros romances, morreu, vítima da COVID-19. Luís Sepúlveda teve uma intensa atividade cultural, cívica e política, como contista, argumentista, cineasta, jornalista, activista político e ambiental.

Bono dos U2: “É tempo de agir, mais do que falar”

Não é a altura certa para nos juntarmos a cantar. Líder dos U2 pediu ajuda ao Presidente da Coreia do Sul e ao patrão da Apple para melhorar o combate à covid-19 no seu país, a Irlanda

A terceira sessão à lareira de Neil Young. Meia hora de luxo

A mais recente “Fireside Session” de Neil Young teve direito a uma recordação de uma canção incluída num disco gravado com os Pearl Jam

Os Beatles acabaram há 50 anos, a “beatlemania” não

A mais influente banda de rock de todos os tempos anunciou a separação há meio século, para choque dos seus milhões de fãs. Legado permanece intacto e extravasa o campo musical

Pedro Barroso na primeira pessoa

“Componho mais ao piano, mas tenho um caso de amor muito grande com o primeiro instrumento que tive, que é a viola. De certo modo, é toda a idiossincrasia da nossa criatividade como autores, os da geração do Zip-Zip.” “Em cima de um palco, eu estou a comunicar emoções." “A que é que nos podemos agarrar

Festival «Eu Fico em Casa»

20/MARÇO 17h00 – Tomás Wallenstein  @tomaswallenstein 17h30 – Sean Riley  @seanrileyandtheslowriders 18h00 – Frankie Chavez  @frankie_chavez 18h30 – Catarina Munhá  @catarinamunha 19h00 – Kalú  @kaluferreira58 19h30 – Cláudia Pascoal  @claudiapascoal_ 20h00 – Nelson Freitas  @iamnelsonfreitas 20h30 – Marco Rodrigues  @marcorodrigues_oficial 21h00 – AGIR  @agirofficial 21h30 – Pedro Abrunhosa  @pedro.abrunhosa 22h00 – Capicua  @a_capicua 22h30 –

Outubro de 2019 | Carlos Moreira

“Menina dos olhos tristes”, EP Menina dos olhos tristes, José Afonso, 1969 ”Canta camarada”, EP Menina dos olhos tristes, José Afonso, 1969 Menina dos olhos tristes / Canta camarada. Comprei este disco na discoteca Roma, na Avenida de Roma, junto à passagem para a Avenida de Madrid, onde hoje é um banco, ou algo parecido. Ir

Setembro de 2019 | João Carlos Callixto

“Erguer a Voz e Cantar”, EP António Macedo, António Macedo, 1970 Uma das canções mais divulgadas dos últimos anos do Estado Novo, “Erguer a Voz e Cantar” é também muitas vezes conhecida pelos primeiros versos do refrão, “Canta, Amigo, Canta”. O seu autor, António Macedo (1946-1999), não deixou infelizmente um legado musical vasto mas, na

Xico de Cariño | Na harmónica, primeiro disco

'Na harmónica', primeiro disco do histórico Xico de Carinho editado por aCentral Folque.

É morna – com homenagem a José Mário Branco

José Mário Branco homenageado em concerto José Mário Branco, músico e compositor que morreu em novembro passado, vai ser homenageado num concerto agendado para 1 de fevereiro, no Cineteatro D. João V, às 21h30. Este concerto que cruza a música de intervenção cabo-verdiana com temas da autoria de José Mário Branco conta com a participação

José Mário Branco | 22-06-2019

Excertos da intervenção de José Mário Branco no Colóquio  “De não saber o que me espera: nos 90 anos de José Afonso”. Casa Verdades de Faria, Estoril, 22 de Junho 2019,organizado pelo INET e pela AJA I (…) eu estudei música, e sobretudo etnomusicologia. Por isso é um acontecimento eu estar aqui nesta casa. Tive

Cantar alentejano | José Mário Branco

Chamava-se Catarina José Mário Branco (…) Das duas vezes que foi a Paris gravar comigo, em 1971 (“Cantigas do Maio”) e 1973 (“Venham mais cinco”), nunca ele [José Afonso] escondeu quanto lhe desagradava e o indispunha a necessidade de ficar fechado no estúdio durante horas, e quanto ele não gostava nada de Paris nem do

José Mário Branco

José Mário Branco na apresentação do CD-livro ''Grândola, vila morena - Para sempre, José Afonso'', editado pelo Município de Grândola.Cineteatro Grandolense, 2018.   José Mário Branco deixou-nos. Deixou-nos as palavras e a vontade necessárias para resistir contra as mais variadas formas de opressão. Deixou-nos a sonoridade dos dias e das noites, da rua e das

José Afonso e a sua obra: um interesse cultural relevante

 

Tributo a Rui Pato | 16 Novembro 2019

A comemorar 32 anos de existência, a AJA (Associação José Afonso) apresentará em 16 de Novembro de 2019 no Fórum Lisboa, às 17h, um concerto de tributo a Rui Pato, com a participação de diversos cantores e músicos, nomeadamente o grupo “Raízes de Coimbra”, António Ataíde, João Afonso, Francisco Fanhais e, claro, o próprio Rui Pato. RUI PATO iniciou em 1962, com

Nuno Pacheco | Encontro da Canção de Protesto 2019

Se vir a sua vida reflectida numa música, isso pode ser uma canção de protesto Um encontro em Grândola debateu as canções de protesto como parte da nossa história, nas letras, nas músicas e nos contextos.

Tributo a Rui Pato | 16 Novembro 2019

A comemorar 32 anos de existencia a AJA (Associação José Afonso) organiza no dia 16 de Novembro de 2019 um Concerto de Tributo a RUI PATO, com a participação de diversos cantores e músicos ( Grupo “Raízes de Coimbra”, António Ataíde, João Afonso, Francisco Fanhais e, claro, o próprio Rui Pato) que decorrerá pelas 17h desse dia, no Fórum Lisboa. RUI PATO, Rui Pato iniciou em 1962, com 16

Encontro da Canção de Protesto | 10 – 13 Outubro 2019

O Observatório da Canção de Protesto (OCP) é um organismo resultante da parceria entre o Município de Grândola, entidade promotora, a Associação José Afonso, a Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense, e os institutos da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM), Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música

Sérgio Godinho, Escritor de Canções

  Exposição Sérgio Godinho, Escritor de Canções Organização: Município de Grândola Organizada pela Câmara Municipal de Grândola (com os apoios da RTP e da Antena 1), a exposição “Sérgio Godinho – Escritor de canções”, projecto que contou com a colaboração do autor/cantor e do seu produtor Paulo Salgado, com o objectivo de revelar a riqueza

Apresentação do livro Fixar o (in)visível | Soraia Simões de Andrade

26 de Setembro, LARGO Café Estúdio, 18:00. Apresenta a obra o historiador Miguel Cardina. A sessão conta com participações de José Falcão, fundador do SOS Racismo e de Dana Dane (integrante do grupo Divine, um dos primeiros grupos de rap a gravar em Portugal). 3 de Outubro, Café TAGV, 18:00. Apresenta a obra a docente e

Apresentação do livro José Afonso, o tempo e o modo

O Município de Grândola editou em Maio de 2019 o livro José Afonso, o tempo e o modo, uma breve História cronológica ilustrada da vida e obra do poeta, cantor e andarilho que se cruza com os acontecimentos relevantes em Portugal e no mundo, por Alcides Bizarro. Este livro, que agrega diverso conteúdo documental cedido

Dulcineia | Agentes fiscais da Secretaria de Estado da Informação e Turismo

I Encontro da Canção Portuguesa, realizado no dia 9 Março de 1974 no Coliseu dos Recreios (…) Seguiu-se-lhe Manuel Freire, que antes de começar a cantar teceu considerandos sobre a importância deste I Encontro da Música Portuguesa, e em ar de piada foi dizendo que como mora longe de Lisboa, e tem de viajar de

Não seremos pais incógnitos | Arturo Reguera

Se Júlio Pereira ficou surpreendido com a rapidez com que Zeca era capaz de fazer uma música, eu sou testemunha dum caso ainda mais assombroso: na primavera de 1974, como já referido atrás, Zeca veio cantar a Santiago. Zeca tinha estado pouco tempo antes uns vinte dias na cadeia de Caxias, de onde saíra com

A ronda do soldadinho | Aurora Rodrigues

ARANHA, ANA; ADEMAR, CARLOS (2014). No limite da dor – A tortura nas prisões da PIDE. Lisboa: Edições Parsifal, p.44. Era «A ronda do soldadinho». Eu não sei cantar, mas [começa a cantar] «Um e dois e três, era uma vez um soldadinho…». Esta era a toada que eu tinha na cabeça, e então cantava.

Grândola, vila morena | Arturo Reguera

Grândola, vila morena cantada pela primeira vez em público. No seu livro Sonata de Amigos conta Benedicto que, desde que ouviu pela primeira vez um disco do Zeca em Madrid na casa duns amigos, não parou até que conseguiu pôr-se em contacto com aquele cantor que o impressionara tanto. Contactado o Zeca em Setúbal, o

Agosto de 2019 | Judith Cohen

”Where have all the flowers gone”, disco The rainbow quest, Pete Seeger, 1960 Cresci no Canadá, em Montreal, durante os áureos anos das canções de protesto e do revivalismo da música folk. Em 1971, quando estive em Espanha pela primeira vez, aprendi canções sobre a Guerra Civil através de amigos que lá fiz, canções que

Julho de 2019 | Joaquim Vieira

”Traz outro amigo também”, disco Traz outro amigo também, José Afonso, 1970 Escolho a canção “Traz outro amigo também”, de José Afonso, que, além de me devolver memórias muito particulares da minha juventude, sintetiza na perfeição toda a filosofia de vida e o pensamento artístico-musical deste enorme cantautor. Não tem um conteúdo diretamente político, mas

Junho de 2019 | Rui Pato

”E de súbito um sino”, disco O canto e as armas, Adriano Correia de Oliveira, 1969 Escolhi este tema por fazer parte de um LP que foi combinado pelo telefone em Março de 1970, entre o Adriano e eu. Ele, oficial da Polícia Militar no Regimento de Lanceiros 2 em Lisboa; eu ,castigado devido à crise

Maio de 2019 | João Lóio

”Cantar alentejano”, disco Cantigas do Maio, José Afonso, 1971 “Cantar Alentejano”, canção de protesto, interpretada por José Afonso pela primeira vez em 1964, em Grândola, na Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense, foi, talvez, um dos cantos revolucionários que mais me perturbou, quando o ouvi a primeira vez, e que me continua a agitar e a fazer-me

Abril de 2019 | Soraia Simões de Andrade

‘Revolução agora !” , disco Abram Espaço, BMG, 1997 Pede-me o Observatório da Canção de Protesto que escolha uma canção que ilustre Abril, mês em que se celebra a nossa revolução. Não poderia deixar de mencionar a sub-representação das primeiras rappers a gravar em Portugal, um dos tópicos centrais da minha tese de mestrado e

Ciclo de Cinema “Music as Power”, do Dossier Técnico Internacional

Organização: INET-md (FCSH/NOVA) e OCP 15 de Dezembro 2016 | 16 de Fevereiro, 16 de Março e 18 de Maio 2017 | Auditório 1 da FCSH/NOVA, em Lisboa15 de Dezembro, 17h00 Pete Seeger: The Power of Song Documentário, 2007O documentário acerca da vida e música do cantor folk, coletor e escritor Pete Seeger, mostra como

Arquivo José Mário Branco

Organização: CESEM (FCSH/NOVA) 5 de Junho 2018 | 17h00 | Auditório 3 da FCSH/NOVA, em Lisboa Está disponível em rede, desde o dia 5 de junho de 2018, o arquivo do músico José Mário Branco, no âmbito de um trabalho de investigação do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM), da Universidade Nova

SEM MUROS NEM AMEIAS – Encontro da canção de protesto

António Manuel Ribeiro, Arturo Reguera, Carlos Martins, Francisco Fanhais, José Mário Branco e Rui Vieira Nery estiveram, ontem, em Grândola para a apresentação do CD- livreto «Grândola, Vila Morena — Para Sempre, José Afonso». Os convidados do Município de Grândola partilharam ao longo de duas horas, com o público que lotou o Cineteatro, histórias e

Sérgio Godinho, Escritor de Canções

Exposição Sérgio Godinho, Escritor de Canções Organização: Município de Grândola Organizada pela Câmara Municipal de Grândola (com os apoios da RTP e da Antena 1), a exposição “Sérgio Godinho – Escritor de canções”, projecto que contou com a colaboração do autor/cantor e do seu produtor Paulo Salgado, com o objectivo de revelar a riqueza e

Grândola, vila morena | José Mário Branco

De como um erro tecnológico determinou o futuro histórico de uma canção Alentejo, José Afonso, Fraternidade Operária, Cantigas do Maio, 25 de Abril. Deve ser muito raro na história longa e profusa das canções haver uma que, sozinha, reúna tantas e tão importantes relações genéticas! Além disso, convém saber que o acaso de um erro

wb_top_accessHome